Todo mundo vivo

A vitória do Juventus contra a Chapecoense foi excepcional para o campeonato. Explico.

O regulamento do Campeonato Catarinense é criticado e ridicularizado aqui e Brasil afora. Em geral, quem faz isso defende que, se um time ganhasse os dois turnos, deveria ser campeão direto. Pouco importa para eles se isso tornasse as últimas rodadas um tédio, com trocentos times já eliminados, ou que deixasse os quatro primeiros da primeira fase sem calendário por um mês inteiro, já que não haveria semifinal e final. O importante seria ter “justiça”, que o melhor vença, mesmo que esse melhor só seja melhor porque tem muito mais dinheiro que os piores.

Eu discordo. Acho que um campeonato de futebol não é um julgamento na Suprema Corte. O campeonato, antes de ser “justo”, tem que ser atrativo para o público e rentável para os clubes – se puder se isso e, ao mesmo tempo, “justo”, sem problema. Aqui no Brasil, um campeonato em que temos vários jogos que não valem nada nas últimas rodadas é um desastre. O brasileiro não assiste futebol por assistir, mas sim quando o jogo vale algo, e estão aí as rodadas finais das Séries A e B para mostrarem que não minto.

No ano passado, com esse mesmo regulamento “ridículo”, segundo alguns dizem, tivemos 70% dos clubes chegando à última rodada do returno disputando alguma coisa (título do turno, vaga na semifinal ou vaga na Série D). O resultado foi que tivemos a sexta melhor média de público dos estaduais em 2012, superando estados mais fortes no futebol nacional, como Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Em 2013, a disputa deve ser ainda melhor. Se, em 2012, Brusque e Marcílio Dias foram rebaixados com várias rodadas de antecedência e o Camboriú ficou sem nada para disputar nas últimas rodadas, no campeonato deste ano estamos a três rodadas do final do returno e ninguém está na competição a passeio. Todo mundo tem algo para disputar.

Já classificada às semifinais, a Chapecoense disputa a primeira colocação no geral com o Figueirense. O co-irmão ainda não garantiu sua vaga na semifinal, o que deve fazer em breve pela pontuação geral, mas também está na briga pelo título do returno, o que lhe garante vantagem na semi.

Falando nisso, Atlético, Avaí e Criciúma também ainda estão fortes na briga com os figões pelo título do returno, enquanto o Metropolitano corre por fora. O mesmo Metrô disputa com o time de Ibirama a vaga para a Série D. O Joinville pode chegar à semifinal pela pontuação geral. O Juventus, o Guarani e o Camboriú estão separados por apenas dois pontos cada e vão lutar contra o rebaixamento.

Faltam apenas três rodadas para que isso tudo se defina. Sabendo vender esse peixe, mostrar para o torcedor que essa reta final será decisiva e emocionante, os clubes podem atrair boas audiências, dentro de campo e na telinha. Com isso, terão evidente retorno financeiro. Estão com a faca e o queijo na mão.

Anúncios

0 Responses to “Todo mundo vivo”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: