Ñameé korasó mbareté

Essas palavrinhas do título do post estão nas costas de uma camisa da Seleção Paraguaia que tenho na minha coleção. São do idioma guarani e significam, segundo encontrei na internet, “força, coração e garra”. A mesma camisa tem em sua gola o desenho de um leão, o que me fez lembrar que, contra o Guarani, o Leão da Ilha vai precisar de muita força, coração e garra para sair com a vitória. Não deve ser tão fácil quanto gostaríamos.

detalhe_camisa_paraguai

Detalhe da camisa do Paraguai com as palavras em guarani e o leão.

Além de serem alvianis (uau!), da Grande Florianópolis e terem nomes que rimam com “aí, aí, aí”, Avaí e Guarani fazem campanhas parecidas e vêm de momentos quase idênticos no segundo turno. Ambos têm sete pontos, conquistados nos últimos três jogos, dos quais dois foram em casa e um fora. Ah, e vêm de vitória sobre times de uniforme grená. É muita coincidência. Só faltava o Ricardinho ter bigode (abraço, Joceli!).

Mas hoje à noite não há nada mais que o Leão possa fazer além de frear essa ascensão do Bugre. Os resultados de ontem foram bons. Atlético e Metropolitano empataram. Uma vitória deixa o Avaí em terceiro lugar na classificação geral, já abrindo dois pontos para o Metrô e três para o Hermann Aichinger. Entra também na briga pelo título do returno, com um pontinho a menos que o Figão e empatado com o time do Mauro Ovelha. Se vencer, claro.

Não preciso dizer que é um jogo deveras interessante. Espero que tenhamos um bom público, pelo menos uns 10 mil pagantes, mas não vou ser eu a ensinar o torcedor a torcer. Quem quer ir, vá (eu vou, como sempre. Vamos?). Quem não quiser, que fique em casa.

O Guarani é um bom livro. E um time esforçado.

O Avaí deve começar a partida com a mesma formação que iniciou o jogo contra o Juventus. Pablo e Alef na zaga, que foi pavorosa nos últimos dois jogos. Ricardinho no meio, que deve ter uma interessante formação em losango. Tipo assim:

Alê

Ricardinho – Jéferson Maranhão

Marquinhos

Acho que pode funcionar. Embora tenha várias ressalvas a fazer ao futebol do Maranhão, o “novo Robinho” (malhado pela torcida até quando respira), penso que ele tem feito partidas razoáveis atuando um pouco mais recuado (vi isso ocorrer pela primeira vez no segundo tempo contra o Guarani). É o único meia canhoto que temos. Não tem tu, vai tu mesmo.

Muito ñameé korasó mbareté hoje à noite!

Anúncios

2 Responses to “Ñameé korasó mbareté”


  1. 1 George 28 de março de 2013 às 15:05

    Força, coração e garra. Isso lembra o meu Avaí, clube de que tanto me orgulho.
    Abraços.

  2. 2 felipefbs 28 de março de 2013 às 17:45

    Sem dúvida, George. “O time da raça” não está no hino por acaso. Abraço!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: