A primeira final

O clássico é sempre “um campeonato dentro do campeonato”, como dizem. Então, nada mais justo que considerar o jogo de sábado uma “final”. Mas não só por isso.

É possível que a Chapecoense vença o primeiro turno, embora a gente saiba que o time do Oeste costuma se atrapalhar contra os Camboriús da vida. Sendo assim, sobram apenas três vagas para a semifinal, que é o que importa, muito mais que título de turno. Nesse caso, dentre Avaí, Criciúma, Figueirense e Joinville, pelo menos um dançaria (ou mais, se aparecer alguma zebra).

Contra o Figueirense, o Avaí encerra seus confrontos contra os grandes adversários do estado no primeiro turno (ainda não ganhamos deles. Perdemos para a Chapecoense e empatamos com Criciúma e Joinville). Uma vitória contra o co-irmão nos colocaria distantes quatro pontos do time do Oeste e teríamos pela frente Guarani, Metropolitano e Camboriú.

Um título de turno ainda assim seria improvável, mas entraríamos forte no G4 nesse final de turno. E, no segundo turno, pegaremos Chapecoense, Criciúma e elas em casa. Em teoria, teríamos condições de somar mais pontos que na primeira fase do campeonato e garantir sem muito susto, no mínimo pelo índice técnico, a vaga na semifinal.

Anúncios

0 Responses to “A primeira final”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: