Nas cabeças

Quer estar na cabeça dos catarinenses? Esteja na Série A. É o que mostram os resultados da pesquisa Top Of Mind, realizada pelo Instituto Mapa. O Avaí havia vencido o prêmio nos últimos três anos e, em 2012, deu o lado alvinegro da Força. Estar na Série A fixa mais a “marca” entre os catarinenses do que ser campeão estadual. Quer ver?

Os clubes de futebol começaram a fazer parte do Top of Mind em 1999. Desde então, de 14 edições, em apenas sete o campeão estadual do mesmo ano levou o prêmio, ou seja, em 50% das vezes. Isso se explica principalmente pelo fato de que, até 2007, a pesquisa era feita em fevereiro. Desde 2008, é em maio, época em que são disputadas as finais do Catarinense. Mas, se considerarmos os campeões dos anos anteriores, não muda muito o resultado: o campeão estadual do ano anterior ganhou o prêmio em nove das 14 vezes (ex.: o Joinville foi campeão estadual em 2001 e levou o Top of Mind, junto com o Figueirense, em 2002).

Agora, há uma situação em que não tem erro: desde 2002, quando Santa Catarina passou a ter representantes na Série A, em todos os anos (= 100% das vezes) o clube, ou um deles, que estava na primeira divisão nacional, venceu o Top Of Mind. Isso mesmo que não tenha vencido o estadual no mesmo ano ou em ano anterior, como aconteceu com o Criciúma em 2003 ou com o próprio Figueirense em 2012. “Coincidentemente”, o Avaí só venceu o Top Of Mind quando esteve na Série A, em 2009, 2010 e 2011.

O quadro abaixo mostra os campeões estaduais, os times catarinenses na Série A e os vencedores do Top Of Mind.

O clube que está na Série A tem mais divulgação na mídia, não só na estadual, mas principalmente na nacional. Isso num estado que é o terceiro em número de domicílios com antenas parabólicas (32%), ou seja, que têm parcela significativa da população (um terço) sem assistir programação local, ajuda a fixar a “marca” do clube que está na elite.

Esse clube aparece nas transmissões de jogos, nos gols da rodada, nas tabelas de classificação na internet, nos guias do Brasileirão, nos álbuns de figurinhas… Vale lembrar também que aproximadamente 70% dos catarinenses torcem por times de outros estados. O catarinense que está na Série A é adversário, portanto, dos times que a maioria dos catarinenses torcem. É outro fator que faz o povo barriga-verde lembrar do clube da elite.

Tem mais: a RBS, dona dos direitos de transmissão do Campeonato Catarinense, costuma deixar de transmitir jogos do estadual para praças do interior. Aconteceu algumas vezes neste ano. Vai fixar “marca” de time catarinense como?

Claro que eu prefiro ganhar o estadual a Top Of Mind, a discussão não é essa. A questão é que o Top Of Mind é um importante medidor sobre o quanto o clube está presente na vida dos catarinenses, mesmo aqueles que não são seus torcedores – mas podem vir a ser. Vale o ditado popular: quem não é visto, não é lembrado.

E tem como competir com o clube que está na Série A? É difícil, mas tem.

Para isso, é necessário um grande investimento em comunicação. Se pegassem o salário do Jaílton, o zagueiro que nunca jogou, e do Gustavo, que aos 25 anos segue sendo emprestado pra ganhar experiência, e dessem pro pessoal da comunicação/marketing criar campanhas, talvez fosse possível competir com o Figueirense (ou com quem estiver na Série A no momento) na divulgação da “marca”. E se não fosse, pelo menos melhoraria, e muito, a comunicação do Avaí com o seu torcedor, tenho certeza.

Anúncios

0 Responses to “Nas cabeças”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: