Vantagem nossa

Vamos a Curitiba para um difícil jogo contra o Paraná. O adversário se recupera de um ano desastroso em 2011 (veja só, eles também…), quando foi rebaixado para a segundona do Paranaense, e faz campanha boa na Série B. É o oitavo colocado, com 21 pontos, posição bem tranquila para quem não almeja nada além de permanecer na segunda divisão nacional.

Buenas, mas vamos ao histórico de Avaí x Paraná. Vocês sabem que não considero amistoso (amistoso e pelada de casados contra solteiros valem a mesma coisa: nada), então vou ignorar o jogo Avaí 3×1 Paraná, de 15 de janeiro de 1999, que marcou a entrega das faixas de campeão brasileiro da Série C ao Leão. Contarei apenas os confrontos válidos por campeonatos: no caso, a Série B, a única competição pela qual os dois se enfrentaram.

E a vantagem é nossa: duas vitórias contra uma dos paranistas em três partidas. Nos gols marcados, tudo igual: 5×5. A maior vitória é deles, 4×1 pela Série B (ou módulo amarelo da Copa João Havelange) de 2000, enquanto nós ganhamos os dois últimos confrontos, válidos pela Série B de 2008.

Nenhum jogador fez mais que um gol no confronto, então são 10 artilheiros, incluindo um goleiro.

Ainda sobre o jogo, destaco que me enganei nas contas dos cartões  e Cléber Santana joga sim (ainda bem…), diferente do que eu havia escrito no domingo. E esse era um dos jogos fora de casa que pretendia assistir, mas não vai rolar. Com a combinação de forte e insistente gripe com uma previsão de tempo nada alvissareira para amanhã em Curitiba (chuva e temperatura máxima de 14 graus), o DM (Dona Magda) vetou minha viagem. Fica pra próxima.

História de Avaí x Paraná

Jogos: 3
Vitórias do Avaí: 2
Vitórias do Paraná: 1
Gols do Avaí: 5
Gols do Paraná: 5
Maior vitória: Paraná 4-1 Avaí (20.09.2000)
Artilheiros: Jef Silva, Evando, Fabrício, Marquinhos, Eduardo Martini (Avaí), Hilton, Flávio, Cristian, Reinaldo e Lúcio Flávio (Paraná), um gol

Jogo-destaque

Falei acima que um goleiro figura entre os artilheiros do confronto Avaí x Paraná. Não há como esquecer o gol de Eduardo Martini na vitória por 3×1 pela Série B de 2008, último jogo entre os dois times. Ao repor a bola depois de uma defesa, o dono da careca mais famosa da história da Ressacada contou com a ajuda do ventussúli para fazer seu primeiro e único gol na carreira, o gol que abriu caminho para a vitória.

Um dos momentos mais sensacionais da história do nosso estádio. E salvo engano meu, o goleiro do Paraná, Mauro (ex-Santos), estreava naquela noite. Aquele jogo, o primeiro do segundo turno, teve ainda um bonito gol do Marquinhos, que jogou com a camisa 100 (não lembro se completou 100 jogos naquela noite ou em partida anterior).

Anúncios

0 Responses to “Vantagem nossa”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: