Uma queda no caminho

88 jogos
22 vitórias
22 empates
44 derrotas

Esses números refletem a campanha do Avaí no Campeonato Brasileiro (séries A e B) nos últimos três anos. Significa que, a cada quatro jogos, o Leão perde dois, ganha um e empata outro. Um aproveitamento de apenas um terço dos pontos, digno de rebaixado.

Essa campanha ocorreu justamente após o Avaí conseguir a melhor colocação de um time catarinense na Série A, com o sexto lugar em 2009. Depois disso, do alto do pedestal (“Perderemos torcedores num primeiro momento, mas eles voltarão em seguida“), as cabeças pensantes da Ressacada meteram os pés pelas mãos e empurraram ladeira abaixo o clube que ganhava espaço no cenário nacional.

Eu não engulo esse papo ufanista-megalomaníaco de diretores e alguns torcedores ou a conversinha fazedora de média de jogadores e empresários de que “o Avaí é um grande clube, é um sonho de todo jogador jogar aqui blá blá blá”. Não, lamento informar, mas o Avaí não é um grande clube do cenário nacional. Nem perto disso.

Comparado com os 12 grandes times de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, o Avaí tem torcida de time pequeno, títulos de time pequeno, orçamento de time pequeno e resultados, como mostram os números acima, de time pequeno. O Avaí é um gigante em Santa Catarina, o clube com mais títulos e maior torcida, mas no cenário nacional ainda falta muito para sermos grandes. Ou médios, já que não conseguimos competir por jogadores com clubes do porte do Vitória e nossos destaques dos últimos anos estão defendendo o Coritiba. Não é o Milan nem o Barcelona. São Vitória e Coritiba.

Estávamos no caminho do crescimento, lá no fim de 2009, por méritos desta mesma gestão. No entanto, os negócios (nove titulares daquele time do sexto lugar saíram), a bagunça na administração (2010 e 2011 foram anos deficitários, mesmo com os maiores orçamentos da história) e a soberba (torcida pra quê?) começaram a falar mais alto. Demos vários passos para trás. E hoje, se reclamamos, apontamos, chiamos quando tem algo errado, é porque queremos que o Avaí retome aquele caminho ascendente no futebol nacional. Ser o maior vencedor de Santa Catarina? Legal, mas isso nós já eramos lá no fim da década de 1990.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: