Não vi, só ouvi e acho que nada perdi

Uma das maiores torturas para um tarado por futebol são as festinhas de aniversário marcadas justamente para sábado ou domingo à tarde. Se tem jogo do teu time, então, é motivo pra sair de casa emburrado. Pra piorar, nem uma televisãozinha no local da festa… Aí, é como diz aquele torcedor do River Plate: la puta que me parió! Mas, olha, talvez não ter assistido o jogo ontem por causa de um aniversário de família tenha feito bem para minha saúde.

Felizmente tenho um celular que toca rádio FM, essa que é a terceira maior invenção da humanidade, depois da bina e do GPS. Levei o aparelhinho e um fone de ouvido pra escutar o jogo na hora da festa, que começou pontualmente às 16h30, na hora da partida. O fone tava ruim, tinha um monte de mulher falando alto, criança berrando e, pra ajudar, som ao vivo. Ferrou, não conseguia ouvir quase nada da partida.

O pouco que consegui escutar do primeiro tempo foi um barulho de torcida seguido por uma narração atrasada de “Goooooooooooooooooooooool do Goiás”. Vida de avaiano não é fácil. Saí um pouco pra rua bem na hora do intervalo e consegui ouvir até o início do segundo tempo. Pelo que falavam os radialistas, o Avaí fez uma primeira etapa bisonha, com apenas um chute a gol, Diogo Acosta e Jéferson Maranhão nulos, Arlan e Pirão sumidos, Cléber Santana bem marcado, Mika saindo pisado e Nunes só recebendo passe quadrado. Melhorou na segunda parte, com a entrada de LÁERCIO, disseram os especialistas.

Tive que voltar pra festa e entre um “Demorei muito pra te encontrar / Agora eu quero só você” e um “Além do horizonte existe um lugar / Bonito e tranquilo pra gente se amar”, escutei no raidinho via celular as frases “Bruno está expulso” e “Hemerson Maria também foi expulso”. Depois de “É preciso saber viver” repetido 500 vezes pelo cantor e de muito mexer no fio do fone para ver se o som melhorava, só consegui entender “Vai entrar Ronaldo Capixaba no Avaí”. Avaiano sofre.

A parentada me chamou pra conversar – o primo pergunta como vai o trabalho, a tia comenta que “engordasse, né?”, a vó quer saber se virá um bisneto em breve, essas coisas – e tive que tirar o fone do ouvido por alguns minutos. Quando voltei, já estava 2×0 pro Goiás. Desisti.

Não vi, só ouvi e acho que nada perdi. Se minha avaianice estava emburrada por não poder assistir a partida, meus olhos agradeceram por essa tarde de folga. Mas eles que se preparem. Sexta-feira tem mais.

Anúncios

1 Response to “Não vi, só ouvi e acho que nada perdi”


  1. 1 Tiago Medeiros 22 de julho de 2012 às 18:44

    Sexta-feira, antes do jogo contra o Bragantino, e após o jogo também, será feito um PROTESTO contra a Diretoria do Avaí. Quem não está satisfeito com a atual situação do Avaí, tem que estar presente. Não adianta reclamar depois quando tudo já estiver perdido, estamos caindo ladeira abaixo. Divulgue no seu blog, para que o protesto alcance uma maior dimensão. Segue algumas frases que peguei no Orkut, para simbolizar o motivo do protesto:

    “Avaí x Bragantino, sexta as 21 hrs da pra fazer um protesto 1 hr antes do jogo, é só a galera divulgar não podemos ficar esperando pra ver o que vai dar igual ao ano passado.
    Aquela foto da Raça é tudo que precisamos ver, os caras foram os únicos a bater de frente com esse fdp e expulsou eles da ressacada, e ele ta fazendo( já fez) com toda torcida e não fazemos porra nenhuma.

    Acho que só eu ou outro tentar fazer o protesto só vai ser mais um que tentou e não conseguiu nada, a Mancha e a LV são fundamental nisso porque eles representam a nossa torcida, se eu fazer uma faixa e entrar e botar no parapeito vão lá e tiram mas na Mancha eles não tiram e tem uma repercussão maior, eu vou de certeza se tiver o protesto não aguento ver o Avaí nessa situação e quem não concorda não vá espere pra ver o que vai acontecer até o final do ano porque depois não adianta xingar.”

    “Tem que saber a posição da Mancha e da LV se eles apoiam e levam esse protesto pra frente, como eu falei só eu ou outro fazendo esse protesto só vai ser mas um protesto que não deu certo e o Zuzu rindo da nossa cara. Já vimos várias faixas na Ressacada contra ele sendo retirada pelo motivo de ser só contra ele e não podendo se expressar por ele “achar” que o Avaí é dele. Faixa contra ele na Mancha ele não tira porque ali ele sabe que se meter o buraco é mais embaixo!

    Acho que não só eu que não aguento mais ver o Avaí não sendo nosso e sim de um (…) que acha que é dono nesse clube de torcida enorme e de história de quase 89 anos e não um clube empresa que foi fundado em 2002. E não me venham com essa história de que ele sair entra quem ou que ele fez a Ressacada com uma estrutura ótima, o Delfim tá 27 anos e fez uma ótima estrutura ótima pra FCF em Balneário mas não deixa de ser um (…) que ele igual ao zuzu!”

    Abraços,
    Tiago Medeiros


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: