Elenco sem base

Quando vejo Marcinho Guerreiro e Diogo Orlando formando a dupla de volantes do Avaí, chego à conclusão que a nossa categoria de base serve pra quase nada.

São dois jogadores que não devem ser baratos e pouco acrescentam em relação a um “juvenil”, como são chamados os guris da base.

No elenco listado no site do clube, apenas três de 31 jogadores foram formados na base do Avaí: Laércio e os goleiros Aleks e Vítor. Beira, mas não chega, a 10%.

Trinta e um também é o número de negociações de jogadores (empréstimos ou vendas) feitas pelo Avaí em 2012 que eu tenho notícia. Desse total, 13 envolveram jogadores formados na nossa base. Dá 42%.

Dez por cento do elenco é da base. Quarenta e dois por cento das negociações são de gente da base. Então, concluo que nossa base serve mais pra negociações que pra reforçar o time principal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: