Uma grande vantagem

Nem nós, nem eles, imaginávamos que o placar do jogo de domingo seria tão elástico. E poderia ser mais, dizem alguns. Pois eu acho que o 3×0 está bom demais. Se poderia ser 4×0 se Nunes fizesse aquele que perdeu na cara, também poderia ser 2×0 se Cléber Santana não acertasse aquela cobrança de falta perfeita.

Perfeita foi também a partida do Avaí, apesar de algumas falhas. Sim, elas ocorreram. Vale lembrar que, por duas vezes, um defensor nosso teve que salvar a bola em cima da linha. Poderia ser gol deles, mas não foi.

O Avaí venceu, atropelou o melhor time do campeonato porque fez uma partida aplicada taticamente, marcou muito bem (Fernandes não tocou na bola; Aloísio e, depois, Júlio César, foram anulados; só Roni incomodou) e teve, na frente, Robinho, Felipe Alves e, principalmente, Nunes e Cléber Santana numa tarde inspirada.

Vai ser uma longa semana. Euforia e cautela, esperança a apreensão vão se misturar. O Avaí deu um grande passo, rumo ao título, mas ainda não ganhou nada. Tudo será decidido no domingo, no Scarpelli. Noventa minutos e dois gols de vantagem nos separam do tão sonhado 16o. troféu.

Anúncios

0 Responses to “Uma grande vantagem”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja sócio

Divirta-se com amigos

No Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: